29 dez
2010
  
Ano Novo Vida Nova!
   por R² | Relacionamentos
 


2010 chegando ao fim, é tempo de recomeçar! Todos buscando forças no que deu certo e aprendendo com o que não foi tão legal assim em 2010.


O ano 2011 está chegando tão rápido quanto a partida deste ano. Parece que cada vez mais o tempo se acelera. A correria do dia-a-dia, trabalho, consumismo, sonhos, planejamentos, metas, sucessos, fracassos tudo a nossa volta parece se movimentar em uma velocidade extraordinária. As vezes tenho a sensação de que se fechar os olhos por dois segundos é possível que não saiba mais onde estou ao abri-los.


Muitos não gostam da velocidade que o tempo nos impõe, mas o fato é que ele é a realidade pura. Não sei vocês, mas como um apaixonado pela vida, qualquer tipo de realidade me fascina, principalmente as que se originam de fantasias e sonhos.


O sonho talvez seja o poder mais presente que a criança, que um dia fomos, nos deixou. Quando adultos, aperfeiçoamos este poder e agora podemos transformar todos eles em realidade. Parece fácil, né? Mas não é. Para que isto seja de fato realidade e se torne parte da vida, é preciso resgatarmos outros poderes deixados para trás, em nossa infância: acreditar que é possível, ter a si mesmo como aliado, não render-se ao medo, não importar-se com o não saber, buscando aprender sempre. Palavras maduras, que talvez as crianças não saibam o significado, mas tenho certeza que possuem uma prática muito mais apurada do que a nossa sobre elas.


O ser humano passa a vida buscando sua maturidade plena e o reconhecimento dos outros com relação a própria responsabilidade e a própria condição de adulto.Afasta-se cada vez mais daquela criança corajosa, sonhadora, curiosa e absolutamente transparente.


O engraçado é que a paz e a felicidade que estas pessoas procuram estão justamente naquela criança que deixaram para traz.


A maioria das pessoas se desfaz da qualidade de criança preenchendo o espaço com qualidades que julgam ser de adultos. Fazem uma força incrível para deixar o passado para trás, como se ele não fizesse parte de nossas vidas. Promessas de fim de ano trazem quase sempre o recomeço de algo, como se isto fosse possível.


Tudo o que passamos nos transformou no que somos hoje e se não estamos satisfeitos, ao invés de esquecer o passado, devemos utiliza-lo para nos transformar em algo melhor.


A criança não pode ficar para trás. Ela deve nos acompanhar para sempre. Ao invés de nos desfazermos daquelas características aparentemente frágeis, por que não as aprimoramos simplesmente? Por que não acrescentamos na capacidade de sonhar, também o poder de torna-lo realidade? Por que não somamos a coragem descuidada de uma criança com a nossa capacidade de analisar riscos? Por que não transformamos aquela sinceridade ingênua da infância em um poder fabuloso de construção da nossa singularidade? Por que não assumimos de forma humilde que precisamos uns dos outros, ao invés de transformamos nossa essência, buscando aceitação e atenção?


Leo Buscaglia, em seu livro Vivendo, Amando e Aprendendo nos dá uma frase que cabe direitinho neste texto:


 “Pensamos que para sermos adultos temos de ser independentes e não precisar de ninguém. E é por isso que estamos morrendo de solidão.”


Pior que isto é apenas uma parte do problema, porque se resolvêssemos não precisar de ninguém e assumíssemos isto como uma referência singular, ok! Mas, o fato é que já sabemos que não vivemos sozinhos e como não temos a coragem de dizer simplesmente – “preciso de você”, buscamos outros caminhos que vão nos esvaziando por dentro. Abrimos mão, quase sem perceber, de sermos quem somos para sermos quem achamos que gostaríam que fossemos. Isto vale para o trabalho, amor, tudo.... Não me assusta a quantidade de separações..... Quando apaixonados, somos a criança que se entrega. Já no estado sóbrio de relacionamento nossa sede por aceitação vai nos fechando em casulos.


Esquecer o passado, deixa-lo para traz é como tentar se desfazer de nossa vida antiga e inventarmos uma nova. Além de ser impossível, isto pode ser muito idiota. Esquecer o passado significa ignorar os próprios erros, abdicar do direito de corrigi-los e fazer diferente.


Não é possível viver várias vidas em uma. Não é possível renascer, mas é perfeitamente esperado que o ser humano possa reinventar-se constantemente, aprender sempre com os erros  e tentar de novo. Não renascer, mas reinventar-se!


Já repararam como os idosos se parecem com crianças? É como se passássemos a vida correndo para longe de nós mesmos buscando algo que sempre esteve conosco.


Quem gostaria de voltar aos 18 anos, mas abrindo mão do que acumulou como experiência e aprendizado? Eu não!


Voltaria a ter 18 certamente, mas desde que tudo o que aprendi e acumulei ao longo destes anos continuasse comigo. Caso contrário, muito obrigado!


Mas, se fosse possível.... Já pensaram nisto? O corpo e a pureza de uma criança aperfeiçoados com a vivência de um adulto...


Poder demais para os seres humanos ou apenas o sonho de uma criança grande!

 
  0  Comente |
 
Comentários(0)
 
 
 
 
Deixe seu Comentário:
Quer que sua imagem apareça ao lado de seu nome nos comentários? Utilize seu e-mail
do Gravatar. Caso ainda não tenha, clique aqui e cadastre-se. Leva só 2 minutos.
 
Os campos [Nome] e [e-mail] são obrigatórios. Os comentários serão moderados e aparecerão no post em poucos min. Não serão publicadas mensagens racistas ou ofensas pessoais.
 
Voltar

Encontre no blog

 

Categorias

(1) Bedroom Secret
(1) Beleza
(10) Geral
(3) Lançamentos My Little Secret
(2) Moda
(5) Novidades
(4) Relacionamentos

Perfil

 
 

Espaço interativo e despretensioso criado pela My Little Secret. Dedicado especialmente às mulheres, mas não somente a elas. Este blog é dedicado a todos que queiram celebrar sua singularidade, desvendar seus próprios segredos e conhecer opiniões diferentes sobre diversos temas relacionados ao ser humano real, do dia-a-dia.


Moda, comportamento, relacionamento, sensualidade, desejo, tendências, festas, baladas, estilos, tribos e tudo o que se refere ao bem estar e ao viver de forma plena é compartilhado por aqui. Explore suas alternativas com o My Spicy Diary

 
 

Facebook

 

 
 
     

Galeria

Arquivo


Newsletter


Cadastre-se e receba no seu e-mail,
a Newsletter My Spicy Diary



 

Divulgue




Visite nosso canal no